Iniciar sessão

MISSA SÁBADO-FEIRA DÉCIMA SEGUNDA SEMANA DO TEMPO COMUM 2014

Você pode instalar nossa extensão do ciclo litúrgico em seu site Blogger, Wordpress e Joomla.

A Igreja Católica Romana, de acordo com o general romano Calendário, comemora em Sábado, 2014-06-28 o seguinte:

  • Santo Irineu bispo e mártir 2014:

    PRIMEIRA LEITURA DA MISSA

    2 Timóteo 2, 22

    SALMO RESPONSORIAL

    Salmos 36, 3-4. 5-6. 30-31 (R.: 30a)

    EVANGELHO DA MISSA

    João 17, 20-26

  • Imaculado Coração de Maria 2014:

    Tempo Comum.

    PRIMEIRA LEITURA DA MISSA

    Exulto de alegria no Senhor.

    Leitura do Livro do Profeta Isaías 61,9-11

    9A descendência do meu povoserá conhecida entre as naçðes,e seus filhos se fixarão no meio dos povos;quem os vir há de reconhecê-loscomo descendentes abençoados por Deus.
    10Exulto de alegria no Senhore minh'alma regozija-se em meu Deus;ele me vestiu com as vestes da salvação,envolveu-me com o manto da justiçae adornou-me como um noivo com sua coroa,ou uma noiva com suas jóias.
    11Assim como a terra faz brotar a plantae o jardim faz germinar a semente,assim o Senhor Deus fará germinar a justiçae a sua glória diante de todas as naçðes.Palavra do Senhor.

    SALMO RESPONSORIAL

    1 Sm 2,1.4-5.6-7 8abcd (R. cf. 1a)

    R. Meu coraçóo se regozija no Senhor.
    1Exulta no Senhor meu coração, *e se eleva a minha fronte no meu Deus;minha boca desafia os meus rivais *porque me alegro com a vossa salvação. R.
    4O arco dos fortes foi dobrado, foi quebrado, *mas os fracos se vestiram de vigor.
    5Os saciados se empregaram por um pão, *mas os pobres e os famintos se fartaram.Muitas vezes deu à luz a que era estéril, *mas a móe de muitos filhos definhou. R.
    6É o Senhor quem dá a morte e dá a vida, *faz descer à sepultura e faz voltar;
    7é o Senhor quem faz o pobre e faz o rico, *é o Senhor quem nos humilha e nos exalta. R.
    8aO Senhor ergue do pó o homem fraco, *
    8bdo lixo ele retira o indigente,
    8cpara fazê-los assentar-se com os nobres *
    8dnum lugar de muita honra e distinção. R.

    EVANGELHO DA MISSA

    Sua mãe conservava no coração todas estas coisas.

    + Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 2, 41-51

    41Os pais de Jesus iam todos os anos a Jerusalém,
    para a festa da Páscoa.
    42Quando ele completou doze anos,
    subiram para a festa, como de costume.
    43Passados os dias da Páscoa, começaram a viagem
    de volta, mas o menino Jesus ficou em Jerusalém,
    sem que seus pais o notassem.
    44Pensando que ele estivesse na caravana,
    caminharam um dia inteiro.
    Depois começaram a procurá-lo
    entre os parentes e conhecidos.
    45Não o tendo encontrado,
    voltaram para Jerusalém à sua procura.
    46Três dias depois, o encontraram no Templo.
    Estava sentado no meio dos mestres,
    escutando e fazendo perguntas.
    47Todos os que ouviam o menino estavam maravilhados
    com sua inteligência e suas respostas.
    48Ao vê-lo, seus pais ficaram muito admirados
    e sua mãe lhe disse:
    "Meu filho, por que agiste assim conosco?
    Olha que teu pai e eu estávamos, angustiados,
    à tua procura".
    49Jesus respondeu:
    "Por que me procuráveis?
    Não sabeis que devo estar na casa de meu Pai?"
    50Eles, porém, não compreenderam
    as palavras que lhes dissera.
    51Jesus desceu então com seus pais para Nazaré,
    e era-lhes obediente.
    Sua mãe, porém,
    conservava no coração todas estas coisas.
    Palavra da Salvação.

  • SÁBADO-FEIRA DÉCIMA SEGUNDA SEMANA DO TEMPO COMUM 2014:

    Tempo Comum.

    PRIMEIRA LEITURA DA MISSA

    Grite o teu coração ao Senhor, em favor dos muros da cidade de Sião.

    Leitura do Livro das Lamentações 2,2.10-14.18-19

    2O Senhor destruiu sem piedade
    todos os campos de Jacó;
    em sua ira deitou abaixo
    as fortificações da cidade de Judá;
    lançou por terra, aviltou
    a realeza e seus príncipes.
    10Sentados no chão,
    em silêncio, os anciãos da cidade de Sião
    espalharam cinza na cabeça,
    vestiram-se de saco;
    as jovens de Jerusalém
    inclinaram a cabeça para o chão.
    11Meus olhos estão machucados de lágrimas,
    fervem minhas entranhas;
    derrama-se por terra o meu fel
    diante da arruinada cidade de meu povo,
    vendo desfalecerem tantas crianças
    pelas ruas da cidade.
    12Elas pedem às mães:
    'O trigo e o vinho, onde estão?'
    E vão caindo como derrubadas pela morte
    nas ruas da cidade,
    até expirarem no colo das mães.
    13Com quem te posso comparar,
    ou a quem te posso assemelhar,
    Ó cidade de Jerusalém?
    A quem te igualarei, para te consolar,
    ó cidade de Sião?
    Grande como o mar é tua aflição;
    quem poderá curar-te?
    14Teus profetas te fizeram ver
    imagens falsas e insensatas,
    não puseram a descoberto a tua malícia,
    para tentar mudar a tua sorte;
    ao contrário, deram-te oráculos
    mentirosos e atraentes.
    18Grite o teu coração ao Senhor,
    em favor dos muros da cidade de Sião;
    deixa correr uma torrente de lágrimas,
    de dia e de noite.
    Não te concedas repouso,
    não cessem de chorar as pupilas de teus olhos.
    19Levanta-te, chora na calada da noite,
    no início das vigílias,
    derrama o teu coração, como água,
    diante do Senhor;
    ergue as mãos para ele,
    pela vida de teus pequeninos,
    que desfalecem de fome
    em todas as encruzilhadas.
    Palavra do Senhor.

    SALMO RESPONSORIAL

    Sl 73,1-2. 3-4. 5-7. 20-21 (R. 19b)

    R. Não esqueçais até o fim a humilhação dos vossos pobres.
    1Ó Senhor, por que razão nos rejeitastes para sempre *
    e vos irais contra as ovelhas do rebanho que guiais?
    2Recordai-vos deste povo que outrora adquiristes,
    desta tribo que remistes para ser a vossa herança, *
    e do monte de Sião que escolhestes por morada! R.
    3Dirigi-vos até lá para ver quanta ruína: * no santuário o inimigo destruiu todas as coisas;
    4e, rugindo como feras, no local das grandes festas, * lá puseram suas bandeiras vossos ímpios inimigos. R.
    5Pareciam lenhadores derrubando uma floresta, *
    6ao quebrarem suas portas com martelos e com malhos.
    7Ó Senhor, puseram fogo mesmo em vosso santuário! * Rebaixaram, profanaram o lugar onde habitais! R.
    20Recordai vossa Aliança! A medida transbordou, * porque nos antros desta terra só existe violência!
    21Que não se escondam envergonhados o humilde e o pequeno, * mas glorifiquem vosso nome o infeliz e o indigente!R.

    EVANGELHO DA MISSA

    Muitos virão do Oriente e do Ocidente, e se sentaróo à mesa junto com Abraão, Isaac e Jacó.

    + Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 8,5-17

    Naquele tempo:
    5Quando Jesus entrou em Cafarnaum,
    um oficial romano aproximou-se dele, suplicando:
    6'Senhor, o meu empregado está de cama, lá em casa,
    sofrendo terrivelmente com uma paralisia.'
    7Jesus respondeu: 'Vou curá-lo.'
    8O oficial disse: 'Senhor,
    eu não sou digno de que entres em minha casa.
    Dize uma só palavra e o meu empregado ficará curado.
    9Pois eu também sou subordinado
    e tenho soldados debaixo de minhas ordens.
    E digo a um : 'Vai!', e ele vai;
    e a outro: 'Vem!', e ele vem;
    e digo ao meu escravo: 'Faze isto!', e ele faz.'
    10Quando ouviu isso, Jesus ficou admirado,
    e disse aos que o seguiam:
    'Em verdade, vos digo:
    nunca encontrei em Israel alguém que tivesse tanta fé.
    11Eu vos digo:
    muitos virão do Oriente e do Ocidente,
    e se sentarão à mesa no Reino dos Céus,
    junto com Abraão, Isaac e Jacó,
    12enquanto os herdeiros do Reino
    serão jogados para fora, nas trevas,
    onde haverá choro e ranger de dentes.'
    13Então, Jesus disse ao oficial:
    'Vai! e seja feito como tu creste.'
    E naquela mesma hora o empregado ficou curado.
    14Entrando Jesus na casa de Pedro,
    viu a sogra dele deitada e com febre.
    15Tocou-lhe a mão, e a febre a deixou.
    Ela se levantou, e pôs-se a servi-lo.
    16Quando caiu a tarde, levaram a Jesus
    muitas pessoas possuídas pelo demônio.
    Ele expulsou os espíritos, com sua palavra,
    e curou todos os doentes,
    17para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta Isaías:
    'Ele tomou as nossas dores
    e carregou as nossas enfermidades.'
    Palavra da Salvação.

Conteúdo última actualização em 2012-01-10T00:00:00Z